Principais erros de tráfego pago para e-commerce

Principais erros cometidos em tráfego pago para e-commerce – estratégias de links patrocinados são essenciais para que um e-commerce consiga gerar vendas, porém alguns erros podem estar matando os seus resultados, continue lendo para saber quais erros são esses.

1. Falta de planejamento

O planejamento é uma etapa essencial para gerar maior performance nas campanhas de marketing digital, é necessário conhecer a sua persona e estimar as metas, como é um assunto extenso, vamos aprofundar em tópicos.

Conhecendo a sua persona

Não limite a persona a apenas dados demográficos, como: idade, sexo, região e etc. Busque entender como ela vive, o que gosta de fazer nos momentos de lazer, quais locais ela visita, em quem se inspira, onde ele quer chegar.

Obter esses dados no momento zero da empresa é difícil, mas com o passar do tempo você pode ir refinando.

Uma técnica que pode ser usada para ir aprimorando a sua persona é observar os padrões que se repetem entre seus clientes, e hoje isso é possível através das redes sociais, analise o perfil, e vá anotando, assim você conseguirá visualizar o perfil do seu cliente com muito mais clareza.

Outra ferramenta muito eficiente para identificar a sua persona é o mapa da empatia:

Mapa da empatia

Através dele você vai obter de forma estruturada todas as suas necessidades e dores, e assim conseguirá criar as campanhas com maior direcionamento.

Estimando metas

Para criar e otimizar as campanhas de links patrocinados algo fundamental é estimar as metas de vendas, e metas de custos, afinal sem elas como você vai saber quanto será necessário investir?

Existem duas formas de se fazer um planejamento de metas para campanhas de tráfego pago, e elas são:

  • Tenho x reais, dá para vender quanto?
  • Quero vender x, quanto tenho que investir?

O cenário mais comum é da primeira possibilidade, então vamos dar um exemplo prático:

Suponha que você venda calçados, o ticket médio é de R$ 200,00, e o seu orçamento disponível é de R$ 5.000,00. Considerando também que o investimento em marketing será de 20% em relação ao faturamento.

Se o ticket médio é R$ 200,00, então é possível investir até R$ 40,00 por cada venda (20% do ticket médio);

Seguindo essa conta, com 5 mil é possível faturar R$ 25.000,00.

Este custo de R$ 40,00 por venda é chamado de CPA (custo por aquisição), e é através desta métrica que a campanha deve ser otimizada, se ela estiver entregando conversões abaixo de R$ 40,00 significa que a escala de vendas está abaixo do esperado.

Se ela está entregando vendas acima de R$ 40,00 significa que a performance está abaixo do esperado.

Tendo em mente estes números você terá parâmetros para otimizar a campanha de forma com que ela faça a entrega de resultados de acordo com o planejamento.

 

2. Desorganização

Um dos erros de tráfego pago mais comuns é o de desorganização das campanhas.

Quando você trabalha de forma desorganizada, não importa o que esteja fazendo, irá gastar muito mais tempo do que se estivesse trabalhando de uma maneira padronizada, e com tráfego pago não é diferente, por isso este é um tópico essencial para a geração de vendas.

Através da organização você irá fazer análises e otimizações de uma forma muito mais rápida e fácil, pois será necessário apenas bater olho para saber do que se trata a campanha, e qual resultado ela está gerando.

Outro ponto que te dá muita vantagem em ter campanhas organizadas é de exportar relatórios, e aplicar filtros de pesquisa mais avançados para encontrar apenas a informação que você precisa, sem ter que ficar peneirando os dados.

Para aprender mais sobre organização de campanhas sugerimos que assista aos vídeos do Pedro Sobral: https://www.youtube.com/channel/UC4ovz3ObT9fffGjJjVKFGDQ

 

3. Falta de produção de conteúdo

Suas redes sociais não devem ser panfletagens digitais, somente postar foto de produtos cansa o cliente, até chegar o momento em que ele passará a ignorar os seus posts, sem contar que o engajamento do perfil irá despencar.

Para que isso não aconteça o ideal é que você produza conteúdo que agregue valor ao seu cliente, por exemplo:

  • Se a loja vende câmeras, produza conteúdo sobre iluminação, edição de fotos, efeitos de câmera.
  • Se a loja vende calçados, produza conteúdo sobre moda, como combinar, dicas de etiqueta.

Não apenas produza esses conteúdos, como também faça anúncios mesmo que com um baixo orçamento, para distribuir esse conteúdo nas redes sociais, permitindo que as pessoas consigam consumir esse conteúdo, já que a entrega orgânica é muito baixa.

Outro ponto benéfico é que esse tipo de estratégia favorece o alcance orgânico das redes sociais, pois ele aumenta o engajamento que é um dos critérios do Edge Rank (algoritmo do Facebook e Instagram).

 

4. Não fazem remarketing

Este erro é o que podemos considerar de erro campeão das campanhas de tráfego pago, e consideramos ele como o pior erro a ser cometido, pois é no remarketing que está o maior poder de geração de vendas.

O remarketing é a ação de reimpactar quem visitou o site, para fazer com que essa pessoa volte para o site, e finalize o seu pedido, e essa é uma estratégia tão importante, pois grande parte das vendas são feitas através do remarketing, e não no primeiro acesso.

Mas não se preocupe, preparamos um post que irá te mostrar todo o passo a passo de criação de uma campanha de remarketing, é só clicar aqui para ler.

 

5. Apostar em uma única fonte de tráfego

Em muitas situações o orçamento disponível para se investir em anúncios é baixo, e nesses casos realmente é melhor focar em apenas uma fonte de tráfego até que ela gere vendas suficientes para começar a expandir, mas quando já se possui caixa, é um grande erro.

Quando você possui apenas uma única fonte de receita, há um grande risco dessa fonte secar, então se você começou investindo no Facebook Ads, comece a trabalhar também com o Google Ads, e vá incrementando sempre que possível.

 

Se você está cometendo um desses erros, não se preocupe, é necessário apenas avaliar a situação e planejar como ela será resolvida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *