Como escolher uma plataforma de e-commerce?

Como escolher uma plataforma de e-commerce?Quais são os recursos essenciais que uma plataforma de e-commerce precisa ter para o bom funcionamento e sucesso do seu negócio? Vamos descobrira seguir!

 

Neste ano, o E-commerce já apresenta um crescimento de 18% em relação ao mesmo período no ano anterior. Segundo o E-commerce Brasil, devem ser movimentados R$ 106 bilhões no comércio eletrônico ainda em 2020. 

Estes números são muito expressivos e atraem os olhos dos empreendedores, sejam eles proprietários de empresas já existentes, que até então atuavam apenas no comércio tradicional, ou pessoas que querem começar um negócio.  

Pensando nisto, resolvemos trazer pra você, que está em uma destas posições, este artigo, para ajudá-lo em como escolher uma plataforma de e-commerce. O que de fato é importante levar em consideração nesta escolha?  

 

O que analisar ao escolher uma plataforma de e-commerce? 

Primeiramente, é fundamental compreender a importância de tomar uma decisão consciente quanto a plataforma. Já pensou em ter um site que vive fora do ar? Ou que não funciona no celular? Ou que simplesmente tem um layout que não converte? Com certeza não seria uma boa experiência, nem para seu cliente, nem para seu negócio. 

Sendo assim, algumas questões precisam ser avaliadas para o sucesso do seu e-commerce. Vamos descrever todas elas para você neste artigo, para que não haja dúvidas:

  • Experiência do Usuário 
  • Integrações essenciais 
  • SEO 
  • Suporte Técnico 
  • Hospedagem 

 

1 – Experiência do Usuário 

A experiência do usuário diz respeito a como ele se sente ao navegar em determinado site. Quanto melhor for a sua experiencia, maiores serão as chances da conversão acontecer (e se repetir futuramente).  

São vários os fatores que influenciam a experiência do usuário, como por exemplo, a facilidade que ele tem para efetuar tarefas dentro do site ou como ele se sente ao navegá-lo.  

 

Temas personalizáveis 

Na hora de escolher uma plataforma de e-commerce, verifique se ela oferece diferentes temas, para que você possa escolher aquele que comunica melhor a sua marca.  

Também é importante que estes temas sejam facilmente personalizáveis, para que, caso você não tenha um programador para te ajudar, você consiga fazer alterações básicas sem dificuldade, como alteração de cores por exemplo.  

Caso prefira mais exclusividade, verifique se a plataforma oferece o serviço de criação de temas únicos e personalizados.  

 

Carrinho e Checkout intuitivos 

Como falamos neste artigo, o cliente não pode ter dúvidas de como finalizar seu pedido, isto afeta diretamente a experiência do usuário.  

Desta forma, é essencial que a plataforma de e-commerce ofereça à loja Carrinho e Checkout simples, diretos, amigáveis e intuitivos.  

 

Carregamento rápido 

Para que o usuário tenha uma boa experiência com o site, é fundamental que ele consiga realizar todas as ações necessárias de forma rápida e eficaz. Isto inclui a primeira delas, que é o carregamento da página.  

Durante um carregamento demorado podem ocorrer desistências em acessar o site, o que vai afetar diretamente as conversões.

 

Site responsivo 

Com o crescente uso de smartphones pela população brasileira, as compras por mobile no e-commerce também aumentaram. Por este motivo, observe se a plataforma oferece um site responsivo para desktop e mobile, que se adapta de forma eficaz. 

 

2 – Integrações essenciais 

Para que seu site fique completo, será necessário fazer diversas integrações, que serão essenciais para o funcionamento da loja ou que ajudarão a obter melhores resultados.
 

Gateways de pagamento 

As integrações com Gateways de pagamento, como a pagar.me, o Paypal e o Mercado Pago, por exemplo, possibilitarão que o cliente finalize a compra e escolha a melhor forma de pagamento para ele.  

Quanto mais formas de pagamento forem oferecidas ao consumidor, mais fácil será pra ele finalizar o pedido e maiores serão as taxas de conversão.  

Analise se a plataforma oferece integrações com os melhores gateways de pagamento do mercado. 

 

ERP’s  

A sigla ERP significa Enterprise Resource Planning, que consiste em softwares de gestão empresarial. Estas ferramentas reúnem informações de Contabilidade, Estoque, Finanças, RH, Vendas etc. Tudo isto em apenas um lugar.  

Ao fazer a integração com o ERP, você garante mais organização e eficácia em seu negócio. Por isso é tão importante que a sua plataforma de e-commerce faça integração com os melhores ERP’s do mercado.  

 

Ferramentas de E-mail Marketing 

O e-mail é uma das ferramentas mais poderosas de Marketing Digital e com certeza será muito útil na sua estratégia. Escolha uma plataforma que faz integração com ferramentas eficazes neste quesito, como a Dinamize, a Mail Chimp e a RD Station por exemplo.  

 

Marketplaces 

Os Marketplaces são sites, como Netshoes, Mercado LivreMagalu etc, que possuem uma grande quantidade de alcance e tráfego e que possibilitam que outros vendedores comercializem seus produtos.  

Confira as vantagens em vender em marketplaces:

  • Seus produtos estarão em vitrines com bastante tráfego
  • Pela indexação dos marketplaces, os produtos ficam bem ranqueados no Google e demais redes de pesquisa
  • As taxas pagas aos marketplaces são sobre as vendas, ou seja, caso elas não ocorram você não tem prejuízo

 

Logística de entrega 

As integrações com transportadoras, como a Azul Cargo, a Ups e a Jadlog por exemplo, permitem que seus produtos sejam entregues aos seus clientes.  

Ao escolher uma plataforma que possui boas e diferentes integrações disponíveis, será possível optar por aquelas que oferece melhores condições para seu negócio e para o consumidor.  

 Conheça as integrações da Irroba. 

3 – Indexação no Google 

Para que o site fique bem ranqueado nas buscas do Google, é preciso trabalhar com SEO (Searching Engine Optimization). Para isso, é imprescindível que a plataforma de e-commerce ofereça os meios para tal, possibilitando a utilização de URL’s amigáveis, integração com o Google Analytics, edição de Meta Descriptions, edição de Meta Title, redirecionamento de URLs etc.  

 

URLs amigáveis 

Sempre que uma nova página é criada, também é criado um endereço para ela. Este endereço tem o nome de URL. Para utilizar URLs amigáveis, é necessário que o endereço, da forma mais simples possível, descreva o que o usuário vai encontrar ao clicar nele.  

Dentre as boas práticas para criar URLs amigáveis estão: 

  • Sempre usar traços (-) entre uma palavra e outra, nunca espaços;
  • Não utilizar acentos, para evitar incompatibilidade ;
  • Utilizar sempre letras minúsculas;
  • Utilizar URLs o mais curtas possível;
  • Incluir a palavra-chave na URL, para que o usuário encontre o que está procurando.

 

Integração com Google Analytcs 

O Google Analytcs é um serviço gratuito oferecido pelo Google, de estatística de visitas à sites e blogs e é indispensável que ele esteja integrado à sua loja. Com ele, é possível verificar diversas informações, como dados demográficos dos usuários, páginas acessadas, tempo de permanência no site, dados de comércio eletrônico (taxa de conversão, ticket médio) etc. 

 

Edição de Meta Descriptions 

A Meta Description é aquele texto resumido que encontramos logo abaixo da URL nos resultados da Rede de Pesquisa: 

Meta Descriptions

Esse campo descreve com mais detalhes o conteúdo da página. Apesar de não ser levado em consideração pelos motores de busca para ranqueamento, ele aumenta consideravelmente o CTR orgânico da página, pois deixa a informação mais clara para o usuário. 

 

Edição de Meta Title 

tag Meta Title é o título da página mostrado nos buscadores e fica mais destacado nas redes de pesquisa:  

Meta Descriptions

Ele deve ser preenchido de forma clara, com o que o conteúdo da página representa, pois além de ajudar também no CTR, ele é levado em consideração pelo Google para rastrear o site.  

 

Redirecionamento de URLs 

Para a estruturação do SEO, é muito importante utilizar o recurso de redirecionamento 301, pois ele é utilizado para tratar as páginas que mudaram de endereço (URL).  

Quando uma página tem a URL alterada, o endereço antigo não deixa de existir, pois já foi rastreado. O que o redirecionamento 301 faz, é dizer para os motores de busca que determinado conteúdo deixou de existir na URL A e agora está na URL B. Por exemplo: 

www.teste.com.br/redirect >> Redireciona para www.teste.com.br/redirect301 

Caso alguém entre no endereço www.teste.com.br/redirect automaticamente ele vai acessar o conteúdo da página www.teste.com.br/redirect301. 

Lembrando que o redirecionamento 301 é permanente. 

 

4 – Suporte Técnico 

Se você ainda não for um expert em e-commerce (ou até mesmo se for), provavelmente em algum momento necessitará da ajuda de um técnico para fazer alguma configuração em seu site.  

Mas não são todas as plataformas de e-commerce que oferecem suporte técnico, prefira aquelas que oferecem esse serviço para seus clientes. 

 

5 – Hospedagem 

Por último, mas com certeza não menos importante, a hospedagem. Ela é o local onde tudo o que compõe o site fica armazenado na internet. Arquivos, fotos de produtos, códigos, configurações, tudo mesmo.  

Agora que já entendemos o que é basicamente a hospedagem, é importante se decidir por uma plataforma que tenha uma hospedagem em nuvem, como a da Amazon, por exemplo, com servidores robustos, seguros e escaláveis. Isto vai garantir que seu site esteja disponível 24 horas por dia sem interrupções e sem perdas em vendas.  

  

 

Agora que já entendemos todos os pontos importantes a serem levados em consideração em como escolher uma plataforma de e-commerce, está na hora de escolher a melhor opção. 

Clique aqui para conhecer a plataforma de e-commerce da Irroba 

Bruna Silveira

Analista de Marketing Digital na Irroba E-commerce

Um comentário em “Como escolher uma plataforma de e-commerce?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *